terça-feira, 28 de outubro de 2008

Estrela de campeão!

Uau, o palestrino João Guilherme Pane, amigão do blog, mandou fotos do maior orgulho da família Pane, mantida a sete chaves já por geracões:


Trata-se de uma camisa Adidas Coca-Cola, ano 89, original de jogo. Ele não sabe o nome do jogador que a usou, mas assegura que foi em um Palmeiras x Fluminense.
Se alguém lembrar de cabeça ou estiver com o almanaque em mãos, nos ajude e diga aí quem foi o camisa 10... Será que foi o próprio Edu Manga quem a usou?


O detalhe diferenciado desta maglia são as três estrelas acima do escudo do Verdão: duas brancas referentes ao Bicampeonato Brasileiro de 72 e 73, e uma vermelha que só pode ser em homenagem à Copa Rio 1951, o Primeiro Campeonato Mundial Interclubes!(*)
Que preciosidade, é de cair o queixo!!

O estado da camisa também impressiona, parece que está novinha em folha.
Muitíssimo bem cuidada por sinal.
Que continue assim!


(*) Ops, em tempo, o Luiz Pardini manda uma correção: a estrela vermelha não é referente à Copa Rio!

Erick, ela é referente ao primeiro título da Copa Euro América! Posteriormente, foi tirada a estrela vermelha em virtude de votação em pleito no conselho do clube, que parte dizia não ser tão importante a conquista, quanto por exemplo uma Libertadores.
A estrela de campeão mundial, seria amarela..ou dourada!

E na verdade, o título de Euro América, não foi em 89 e sim em 1991.
O jogo foi em Poços de Caldas e foi contra o Stuttgart (Alemanha).
2x0 pro Palmeiras, dois gols de Betinho.

O Palmeiras jogou com:
Ivan, Odar, Toninho, Aguirregaray e Albéris. Galeano, Betinho, Erasmo e Ranielli (que era o camisa 10). Jorginho e Marcelo.

Desculpe aí pessoal :-P

Mas, ainda assim, parabéns pela raridade João Guilherme, e obrigado pela colaboração. E taí, talvez tenha sido o Ranielli quem a usou!

E você, o que achou da camisa?

Continue lendo >>

domingo, 26 de outubro de 2008

Terceira camisa de 2002 (do azar?)

Esta é mais uma contribuição do parceiro Carlos Coletti. Muitos disseram que esta camisa deu azar pois foi com ela que sofremos a patética eliminação na Copa do Brasil pelo desconhecido ASA de Arapiraca, em 2002, em pleno Palestra, na primeira fase.


Aquilo foi para se esquecer, mesmo. E em 2003 estive em viagem de carro pelo Nordeste, e sem querer passei por Arapiraca, nas Alagoas. Tomei um baita susto, porque a (má) lembranca estava bem fresca na memória ainda - mas o gozado é que na região da pequena cidade em três vezes diferentes vi pessoas usando mantos do Verdão. Parece que ali é um reduto de palmeirenses! Não sei se tem alguma pesquisa sobre isso, mas notei que a torcida palmeirense de Alagoas é bem grande.

Por coincidência, o entusiasmado leitor João Guilherme Pane também mandou fotos da mesma camisa, são as que seguem abaixo. Parece que é uma das preferidas dele.


O tecido tinha detalhes espalhados muito bonitos, com pequenas "Cruzes de Savóia". A cor verde-água foi polêmica, alguns detestaram e outros adoraram. O contraste era bem forte com o vermelho do patrocínio. E os ombros e gola eram da cor prata, cor que, pensando bem, já foi bastante empregada nos uniformes do Palmeiras.



(Infelizmente o "L" do Rhumell acabou se soltando).

E o grande Dário Gomes ainda lembra que esta camisa foi usada também na Copa dos Campeões 2002.

Continue lendo >>

sábado, 25 de outubro de 2008

Coleção Palmeiras retrô... na Ásia

OK, estas fotos já não são tão novas, mas vale para registrar aqui no blog.
Foi o palestrino Eduardo Picado quem enviou os links (valeu!), mas eu tinha esquecido de publicar. O Eduardo por sua vez comprou sua camisa em Paris, em plena Champs-Elysées.

A coleção retrô adidas Originals foi vendida com grande sucesso na Ásia. É o Verdão marcando presença também no Oriente!

Site de leilões de Taiwan, foto da Adidas do Japão:


Coréia do Sul:


Hong Kong:


E estas duas fotos abaixo são do Japão, da loja adidas Originals de Tóquio.
Foi desta loja que veio a minha! :-)

Olha o Parmêra na vitrine, na nobre região de Omotesando.



Continue lendo >>

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Roque Júnior, 200 jogos

Roque Júnior foi homenageado antes da partida contra o Argentinos Junior pela Copa Sul-Americana nesta quarta-feira (que roubalheira, juizinho sem-vergonha).
Ele completou 200 jogos pelo Palmeiras, e recebeu sua camisa 200 das mãos de Marcos.


Gostei da postura do Roque, ele está bastante concentrado no Brasileirão e parece que está com muita vontade. O "zagueiro help" orienta os garotos na zaga e está sendo bem útil.


Puxa vida, depois de ver estas fotos, fiquei com vontade de assistir o filme Alien vs Predador 3 não sei porque... acho que vou passar na locadora de vídeo mais tarde.
:-)

Continue lendo >>

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

O jogador mais popular do mundo


O Victor Guilherme, palestrino antenado que só ele, pede para que ajudemos na votação do jogador mais popular do mundo na atualidade. O São Marcos está na disputa.

Quem está organizando essa pesquisa é a IFFHS (Federação Internacional de História e Estatística do Futebol), neste link. Apesar de não acreditar muito nessas pesquisas, já votei lá.

Não acredito muito e já sei que o Marcão é o mais popular. Se até corintianos gostam dele, precisa dizer mais alguma coisa? Não sei se já falei aqui, mas o Marcos merecia um blog só para ele...


E para ilustrar o post, a camisa Marcos 400 número zero, do próprio Victor. Ela não tem a numeração sequencial, pois ele a ganhou na promoção POPS 2, do site do Palmeiras! De graça! "Ô bixo larrrgo", diria o próprio Marcos com seu jeitão caipira.

E esta aqui abaixo é do misterioso André M, que deve ser parente do Mister M... É a número #20.



Continue lendo >>

Uma singela foto

É, realmente, essa camisa da temporada 2007/2008 é uma beleza, vocês não acham?
;-)



Continue lendo >>

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Fora de esquadro

O Ricardo Koiti, renomado pesquisador na área da ciência-de-assuntos-sobre-a-camisa-do-Verdão, lembra de uma curiosa diagramação que já tivemos em nosso manto:


"Na verdade foi em apenas um jogo que a Rhummel utilizou numeração frontal na altura do peito. Foi na primeira vitória do Palmeiras na Série B, 4x0 sobre o São Raimundo, em 17/05/2003.

Percebe-se que o patrocínio da Pirelli ficou um pouco mais abaixo que o normal e a posição do escudo e do logo da Rhummel estão levemente mais afastadas do centro em relação ao modelo original. Seria legal achar algum exemplar dela."


Valeu Ricardo! As fotos são da gazetaesportiva.net (Marcelo Ferrelli).

E é verdade, o símbolo do Palmeiras está lá em cima, meio torto, fora de esquadro. O Pirelli está na barriga... Ficou parecendo que o designer da Rhummel estava meio bêbado...

Eu pergunto: qual terá sido a razão para essa numeração, se a Série B não solicitava numeração na frente da camisa?

Mas é isso aí. E se alguém possuir uma dessas, mande foto que podemos comparar com uma com a diagramação "normal".

Continue lendo >>

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Palmeiras BAVESA 1985

Como raridade da semana, trazemos do Palestrinos a camisa Bavesa que foi utilizada em 16 de março de 1985. Ela apareceu em um único jogo, pelo que consta - e da mesma forma que o cardíaco jogo de ontem, foi um Choque-Rei que terminou empatado, um clássico épico do Brasileirão daquele ano: o Verdão buscou a partir de um placar desfavorável de 3 a 1 no primeiro tempo um 4 a 4 heróico no fim. É a raça alviverde, amigo. Naquele ano Palmeiras e SPFC estavam uma draga, mas este foi um dos melhores jogos daquele ano.


Na foto, o centroavante Reinaldo Xavier.


A Bavesa fazia parte do grupo empresarial Batistella, lidava com comércio e distribuição de veículos e pecas automotivas. Chegou inclusive a ser uma importante concessionária da Chevrolet.

Se alguém souber de mais detalhes sobre esse manto, favor incluir na caixa de comentários aí embaixo, ok? Será que nas costas também estava estampado Bavesa?

Continue lendo >>

domingo, 19 de outubro de 2008

Scudettos da camisa de 95/96

Não me lembrava destas diferenças...
Mas o Dário Gomes lembra, e com detalhes, da camisa de 1995/1996 que foi a última da Rhummel, na época listrada. Ela teve diversos distintivos, veja no artigo abaixo.

Com a palavra, o Dário (fotos dele, também):

1ª foto: a camisa foi utilizada em meados de setembro de 95 até início de março de 96, ela tem o scudetto da CBF, pelo Palmeiras ser o então bi-campeão Brasileiro na época.


2ª foto: a camisa foi utilizada no início de março de 96 até o clube ser campeão paulista de 96, ela não tem nenhum scudetto.


3ª foto: a camisa só foi utilizada após a conquista do Paulista de 96 na final da Copa do Brasil de 96 contra o Cruzeiro, ou seja, em apenas 2 jogos e com o scudetto da FPF e com uma estrela e o nº.21, simbolizando os títulos paulistas do Verdão. Após a final o Palmeiras entrou de férias e quando voltou a jogar foi pelo Brasileiro de 96, já com a Reebok como fornecedora de material esportivo.



Que beleza de artigo, Dário!
Enquanto isso, não sei porque a camisa atual não tem o escudo de campeão paulista 2008. A Adidas já podia ter implementado, vocês não acham?

Continue lendo >>

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Mar Branco

Na concentração para o Choque-Rei de domingo, a Mancha Alviverde solicita aos membros e aos torcedores que "colam junto" a eles (como eu faço às vezes) para que vistam branco - camisa branca ou os "panos" da Mancha.

Uma reedição do Mar Branco dos anos 80 realmente ficaria fantástico neste clássico. Veja neste vídeo, um verdadeiro oceano branco, impressionante.



Você costuma ir com que camisa quando tem jogo do Palmeiras?

Continue lendo >>

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Jubileu de Ouro do Basquete

"É com o pé, é com a mão, o Palestra é campeão!"


Do 3VV e do Terra:

Há 50 anos, o Basquete Masculino do Palmeiras conquistava o título de Campeão Paulista Invicto diante da equipe do Sirio, num dos maiores jogos da história do basquete paulista. Para celebrar esta marca histórica na vida palmeirense, a diretoria social da Sociedade Esportiva Palmeiras organiza no próximo dia 30 de outubro, às 20 horas, no Salão Nobre do clube, o 1º Jantar Comemorativo em Homenagem aos Campeões Paulista de Basquete de 1958.

A história do basquetebol do Palmeiras é riquíssima. Leia, neste relato feito pelo jornalista Fernando Galuppo. Nos anos 20 e 30, e nas décadas de 50 e 60 tivemos uma espécie de Academia no basquete também.

A camisa que ilustra esta postagem é da fantástica coleção do Aurélio Honório da Silva. Nosso obrigado de sempre, Aurélio.

Continue lendo >>

Palmeiras desde criancinha

O repórter fotográfico Otavio Valle nos manda sua contribuição.

Envio uma foto minha, que achei há poucos dias com minha mãe, com uma camisa do Palmeiras feita pela Hering - era uma das poucas à venda na época e nunca vi nada sobre ela no blog.
A malharia do Sul possuia uma coleção dedicada aos grandes clubes brasileiros nos anos 70/80.
Um dado interessante é que estas camisetas sempre estampavam anúncios nos gibis Disney - Almanaque Disney, Mickey e Tio Patinhas -publicados pela Editora Abril nesta época.


Ganhei esta camisa no natal de 1979 (muleque de 8 anos, vibrava com o timaço de Telê, e estava na expectativa de ver o Palmeiras fazer a final do Paulista no mês de janeiro/80 contra a Ponte, mas houve aquela trapaça do Vicente Matheus).

Valeu Otavio. Eu também tinha uma camisa dessas, mas não tenho fotos...

Se alguém tiver algum desses gibis antigos, pode escanear os anuncios e nos mandar que publicaremos aqui!

Continue lendo >>

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Iggor Cavalera e o Verdão

Visita ilustre:
Aê pessoal, acabamos de receber um email surpreendente.


com a Camisa Mundial Interclubes

Ninguém mais, ninguém menos que Iggor Cavalera, nos mandou email, sucinto, mas que muito nos orgulhou. Ele é leitor da mídia palestrina também! Valeu Iggor!

Iggor Cavalera aqui!!!!!!!

AE ERICK.....
ACOMPANHO SEMPRE O BLOG.
PARABENS!!!!
--
IGGOR & LAIMA
MIXHELL

Igor (na verdade se escreve Iggor agora, devido a "rituais cabalavodu") se reinventou totalmente desde os tempos de batera fundador do Sepultura. Agora com o irmão Max (e os filhos, parece rsss) realiza o projeto Cavalera Conspiracy, e com a esposa Laima ele forma o Mixhell, com seu tecno pesado. Sim, Iggor agora também é DJ, pra quem não sabe...


No lançamento da coleção retrô originals, com Paulo Bonfá

Agora, uma coisa que não muda é o seu fanatismo pelo Palmeiras. Sempre está representando e bem o Verdão, onde quer que seja.


Iggor com camisa da Mancha Verde

Mas neste fim de semana vai ter briga... Laima é sãopaulina fanática!

Continue lendo >>

Novidades da Inglaterra (meio off-topic)


O quê? Como assim? Você comprou a adidas originals Coca-Cola e a Marcão 400 mas ainda está com dinheiro sobrando e não quer esperar pela Palmeiras-Ferrari?

Rico você hein? Mas, pode deixar, o blog resolve seu problema!

Que tal estas duas jóias diretamente da Inglaterra? Tem Liverpool e Chelsea para escolher.
Eu teria qualquer uma dessas duas, fácil...

Maglia verde inglesa que o Diego Cavalieri está usando (Liverpool GK away):


Camiseta Felipão "Big Phil" satirizando o escudo do Chelsea:


Hua, hua, muito legal!
Alguém podia se animar e fazer uma dedicada ao Luxa, que tal?

Continue lendo >>

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Adidas renova por mais três anos

E o Lancenet publicou neste fim de semana: Palmeiras e Adidas bateram o martelo e decidiram por extensão do contrato até o final de 2011.

Adidas fecha por mais três anos com Verdão
Fornecedora de material esportivo chega a acordo e vai pagar R$ 9,2 mi por temporada ao Palmeiras (por Thiago Salata)

Adidas e Palmeiras bateram o martelo neste último sábado e acertaram a renovação do contrato, que termina em dezembro, por três anos.

A fornecedora de material esportivo, parceira do clube há três temporadas, já tinha deixado a renovação encaminhada há duas semanas. O novo contrato é de R$ 9,2 milhões por ano.

A Adidas, satisfeita no Palestra Itália, fez valer a prioridade que tem no vínculo atual e bateu Puma e Olympikus, as outras duas empresas interessadas.

O contrato quase triplicou o valor da atualidade (R$ 3,5 mi por temporada). No novo acerto, há ainda um bônus condicionado à venda de camisas.

Até o fim do ano, o Palmeiras vai receber um terço do valor total (cerca de R$ 3 mi). O restante será pago ao longo do contrato: R$ 500 mil por mês. A quantia adiantada será usada para quitar 13 salário.

A idéia da Adidas é manter a camisa verde-limão, grande sucesso de vendas desde 2007. Mas há pressão no clube para resgatar a segunda camisa, branca, que ficou esquecida.

Até novembro, o Palmeiras deve fechar também a renovação de contrato com a Fiat.


Alguns pontos que o blog levanta agora:

1) Leiam o post que o 3VV fez a respeito. Sempre uma boa lição de marketing e visão business desses acordos, e que esclarece muita coisa que a imprensa "esquece";

2) Muito bom que a Adidas continue, fez muitos acertos e estamos felizes, além de ser parceira histórica; porém, algumas graves falhas de fornecimento e distribuição precisam ser vistos com mais cuidado (como por exemplo a disponibilidade em outros estados, as camisas GGG, as femininas, as infantis, etc.);

3) Acho que a camisa branca poderia voltar como segundo uniforme, não?

Continue lendo >>

domingo, 12 de outubro de 2008

Camisa Libertadores 2001, vetada

Vejam este achado! Trata-se da camisa que seria usada na Libertadores de 2001, mas que acabou vetada pela diretoria.

É uma peça única, uma coisa de doido!...


A camisa tem listras verde escuro e verde piscina, separadas por filetes vermelhos. Atrás, verde piscina de monte, e o número e logotipo Rhumell em vermelho. A gola é diferente de todos os outros modelos dessa marca, acho.

Parece que a Rhumell tinha tentado reeditar o padrão listrado dos anos 90...

O dono é o palmeirense Rafael Furugen; ele mesmo enviou as fotos, em um simpático email. Obrigado Rafael.


E ele conta: "Comprei essa camisa no Shopping Metrô Tatuapé em 2001, época em que houve a entrada da Pirelli (foi isso mesmo, né?). O vendedor ficou falando que era uma camisa não aprovada pela diretoria, mas o que mais chamou a minha atenção foi a ausência de patrocínio."

Muito me espanta que a camisa, apesar de ter sido reprovada pela diretoria, ainda chegou a estar disponível para compra em loja de shopping center. Curioso, não? (sorte do Rafael)

E no fim, disputamos a Liber com a camisa verde normal, mesmo.

O que você achou dessa camisa? Eu nunca tinha nem ouvido falar.

Continue lendo >>

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Camisa Rhumell 2001 - 1o. semestre


Este modelo foi utilizado no primeiro semestre de 2001.

Foi um período estranho, em que não tínhamos patrocinador estampado na camisa. Mais uma vez a turma de Mustafá perdeu chance de faturar uma boa renda, visto que avançamos até as semis da Libertadores na época.

Gosto muito dessas camisas, são muito bonitas, têm um tom elegante de verde e são bem classudas.


O fim da era Parmalat foi em dezembro de 2000, e a Pirelli só chegou em julho de 2001.
Por isso é que nas fotos acima, a camisa não tem patrocínio nenhum.
[As fotos são do Dário Gomes, leitor VIP pois é o cônsul do Palmeiras em Recife!]

Já na camisa branca abaixo, o Pirelli já aparece. E, diferentemente do normal, está em verde acinzentado. Geralmente nas camisas brancas usamos o vermelho para o patrocínio.
[Foto do Waldimar, grande colecionador.]


Lopes, Felipe, Arce, Muñoz antes da queda, Marcão inspirado... Não era ruim esse time não, viu. Eliminamos até o Cruzeiro do Felipão. (Se bem que nosso técnico era o Celso Roth...)


A fonte das letras atrás era única, acho que usamos assim só nesse ano.

E aguarde, que depois posto uma surpresa desse ano que apareceu na caixa de email aqui.

Continue lendo >>

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

A camisa camaleão

Esta camisa de goleiro de 94 vai ganhar o apelido de camaleão, e não é por causa de suas cores berrantes. É porque ela foi mudando de cor! Explico.

Ela já apareceu por aqui em uma postagem de agosto, lembram?


Acontece que a camisa enviada pela Karina Chinelatto era diferente da camisa do pôster, e também, diferente deste exemplar que é do palestrino Fábio Sarti.
Apesar disso, a padronagem sempre continuou semelhante (como que pintado por pincéis aleatórios).

Esta do Fábio é muito parecida com a do Gato Fernandez, mas tem um tom de cinza no lugar do branco e o distintivo e os logos da Rhummel e da Parmalat estão em branco no lugar do azul escuro.


Por que será que as cores da camisa foram mudando, assim como as cores do símbolo e do patrocinador?

O próprio Fábio lança sua teoria: "talvez a camisa tenha evoluído da versão da Karina para a minha e depois para a da foto do poster em função da visibilidade dos logos, mas vai saber... Pra responder esta o melhor é perguntar ao Gato Fernandez ou ao Sérgio mesmo." Valeu, Fábio!

Ou então... talvez a mudança era proposital mesmo, pura invenção dos designers da Rhumell e seus loucos padrões dos anos 90...

Continue lendo >>

O cavalinho empacou

Mais novidades surgem por aí. Nota-se uma certa demora e indefinição por parte da escuderia italiana, no que acredito que seja devido ao pedido insólito do Palmeiras - com certeza é a primeira vez que eles recebem proposta assim.
Mais uma vez, palmas ao departamento de Marketing do Verdão, criativo e pioneiro.
(eu avisei, não dêem ouvidos a certos jornalistas agourentos)

Aval emperra ações Ferrari no Palmeiras
(GUSTAVO FRANCESCHINI, da Máquina do Esporte, em São Paulo)

A dependência de um "sim" da matriz italiana da Ferrari está travando o departamento de marketing do Palmeiras. Com projetos de jogo preliminar, camisa comemorativa para a torcida e a presença de pilotos no camarote do Palestra Itália, o clube paulistano espera até o começo da semana que vem para começar a trabalhar as ações para o jogo contra o Goiás, pelo Campeonato Brasileiro, no dia 29 de outubro, às vésperas do GP Brasil de Fórmula 1.

O pedido para utilização da marca da escuderia foi para a Itália, por intermédio da patrocinadora Fiat, no começo de setembro. Desde então, as conversas têm sido escassas, e a única sinalização da Ferrari, feita nos últimos dias, é de que o logotipo (amarelo e com o famoso cavalinho empinando) deve ser vetado.

Existe a possibilidade, no entanto, que o nome da montadora possa ser estampado, possibilidade prevista em um dos três modelos enviados à Itália. Só que a questão do uniforme, por incrível que pareça, não é o maior dos problemas.

A intenção do Palmeiras é confeccionar uma camisa comemorativa vermelha, que seria concedida aos torcedores presentes no confronto para criar um clima ferrarista no estádio. Só que a utilização da marca está, novamente, atada à liberação da Itália.

O jogo preliminar, que contaria com o ex-piloto e atual diretor Michael Schumacher e mecânicos da escuderia, ainda conta com um impedimento brasileiro. O Palmeiras precisa, depois do aval da Ferrari, do "sim" da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que precisa ser consultada nesses casos. A Federação Paulista de Futebol (FPF) deve fazer a solicitação assim que a partida for confirmada.


Continue lendo >>

E não é só a Ferrari

Enquanto isso, o piloto Lewis Hamilton da McLaren, com inveja das ações Ferrari-Palmeiras, começou a usar um bracelete verde, para tentar chamar a atenção do departamento de marketing do Palmeiras.

"Tambem curto o Verdão! Let's make the cars green." - declarou o jovem piloto, em evento em Tóquio, antes do GP do Japão que será realizado neste fim de semana.

Outras equipes, também para chamar atenção do diretor Rogério Dezembro, solicitaram pneus verdes para a Bridgestone, associando seus carros à imagem vencedora do alviverde imponente.
:-D


(Outras informações, mais sérias sobre ações Palmeiras-Ferrari: estão concentradas aqui.)

Continue lendo >>

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Mapeando as camisas 400


Essa turma é ligeira mesmo.
Veja, só aqui neste post, 5 exemplares da camisa edição especial Marcos 400. Lembre-se que foram produzidas apenas 400 unidades, e numeradas sequencialmente.

Números 12 e 400, do super-colecionador Marcelo.


Números 3, 9 e 399, do mega-colecionador Luis Pardini.


Impressionante.

E você, conseguiu alguma também? Que número é a sua?

Continue lendo >>
Este blog é dedicado à camisa do Palmeiras, ao manto sagrado verde do Palestra Italia. Maglia verde quer dizer manto verde em italiano, capisce?

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO