domingo, 30 de maio de 2010

Possível camisa do Galeano, 1991

Camisas Palmeiras Coca-Cola já apareceram por aqui, mas vou repetir. O que é bom podemos repetir à vontade, certo?
Esta aqui é da coleção do palestrino Adriano Modenesi.


Taí minha maglia do Palmeiras Coca-Cola. Ela está comigo há muitos e muitos anos e se não me engano ela foi usada pelo Dr. Galeano, mas até aí eu não sei se é verdade.

Contém alguns sinais do tempo como algumas manchas e até a falta da etiqueta original, usei muito essa danada e hoje não me serve mais porque o corpinho deu uma mudada...


Bom, possivelmente ela pode ter sido mesmo do Galeano. E, se ela foi mesmo, segue uma foto do Galeano menino, no Palmeiras de 91 (imagem do site Palestrinos)


Valeu Adriano!

Continue lendo >>

Palmeirense em Savona, Itália

Pessoal, o blogueiro aqui está viajando novamente, desta vez a trabalho. Estou agora na Itália, terra dos antepassados fundadores do Verdão. Será que tem algum leitor aqui em Savona, na Ligúria?


O clima aqui na Itália é este: festa total da torcida da Inter, pois ganharam nesta temporada a Serie A, a Coppa Italia e a Champions League. E chama a atenção a outra faixa desta torcida organizada: Inter 3 títulos, e Juventus, Milan e Roma... zero títulos (como o Palmeiras até agora, diga-se, infelizmente). Alta rivalidade aqui também.


É divertido, como um palmeirense, ver várias Cruzes de Savoia, ou parecidas, espalhadas por aí.


E também nomes que lembram personagens da história do Palmeiras...


É isso aí. Ciao galera!

Continue lendo >>

sábado, 29 de maio de 2010

Montagem: template da seleção da Alemanha

O palestrino Rayfran Campaci, apreciador do futebol e da cerveja da Alemanha, nos manda esta montagem como sugestão para a camisa do Palmeiras. A base foi a camisa deste ano da seleção tedesca.


Olha, gostei hein, e vocês? Opinem!
Valeu Rayfran!

Continue lendo >>

Montagem: padrão Copa do Mundo

Este é o palpite do palestrino João Crespo, grande brother nosso, para a nova camisa do Verdão. O que vocês acham?


Segundo ele, este é o modelo usado pelas federações que utilizam material da adidas para a Copa.

Não sei, se fosse com um verde mais escuro como neste ano, e com a gola branca ficaria melhor para o meu gosto... Mas, palpitem aí. Valeu Crespo!

Continue lendo >>

terça-feira, 25 de maio de 2010

Montagens: camisa listrada

E o Gabriel Durante, palestrino fã dos mantos listrados nossos dos anos 90, faz algumas montagens para que possamos imaginar como seria um uniforme assim nos dias de hoje.

Montagem com a camisa do Fluminense, recém-lançada. Este modelo é bem justo ao corpo, acho que as mangas também ficam bem justas, coladas.


Montagem com o padrão da Argentina.


Novamente o template da Argentina, mas acrescido de filetes vermelhos.


Parabéns Gabriel, ficaram muito boas!
Será que a adidas estaria preparando algo assim para a linha 2010?

Bom, pelas informações que tenho, a camisa não será listrada, mas quem sabe né.

Opine sobre estes mock-ups!

Continue lendo >>

Palmeirense nos confins da China

O palestrino Felipe Lima é destes que não se contenta em viajar para locais comuns, manjados. Ele escolheu passar as férias num destino pouco ortodoxo: Norte da China, na fronteira com a Rússia. Ou seja, uma coisa de doido.

Essas regiões aí me lembram da época em que eu jogava War...

Estação de snowboard na extrema China, divisa com Vladivostok-Rússia:


Templo Ming em Pequim, na China:


Pois é, palmeirense tem em todo lugar. Todo lugar mesmo!
Valeu Felipe!

Continue lendo >>

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Indícios da volta do verde-limão?

E o perspicaz palestrino André Ursípedes, que já trabalhou no FBI e na Interpol, nos dá algumas pistas bem suspeitas, que podem até confirmar os boatos sobre a volta do uniforme verde-limão do Palmeiras.

Em 2008 vocês bem se lembram, o meião do terceiro uniforme era verde-escuro, como se pode ver nesta foto de Kléber lutando contra a marcação (imagem Djalma Vassão/Gazeta Press).


E vejam o que o André encontrou no site da loja oficial, a Mundo Palmeiras: uma meia diferente, e ainda, verde-limão por inteiro. Teria a Mundo Palmeiras soltado fogo amigo contra a adidas e liberado o produto antes da hora?


Seguinte. Estava visitando o site da loja oficial do Palmeiras, e vejo uma coisa muito curiosa. Na parte de meiões, encontro o verde limão disponível: http://www.mundopalmeiras.com.br/Produtos.asp?ProdutoID=2874&SecaoID=543 .

Às vezes eles deixam umas meias nada a ver disponíveis, mas não têm o S.E.P. (Sociedade Esportiva Palmeiras). Mas esse verde limão tinha.

E como nunca teve esse meião disponível, já que o site foi lançado depois da queda do limão, ele só pode estar lá porque a Adidas voltou a fabricar o meião limão. Isto pode ser um indício de que o nosso novo uniforme 2 ou 3 será desta cor.

O que acha desse raciocínio? Eu não tenho nenhuma informação sobre a volta do uniforme verde limão. Mas esta meia me deixou curioso. Ah, se deixou!

Seu raciocínio está certinho André! Deixou todos nós com a pulga atrás da orelha...

E se isso for mesmo confirmado, quer dizer que nosso uniforme verde-limão será ainda mais fosforescente este ano. Até as meias!
O que você acha disso?

Continue lendo >>

Orgulho da camisa... e da torcida!

É por essas e outras que me orgulho desta torcida!
Mesmo com esta fase em que não trazemos títulos, nem mostramos futebol exuberante, e só passamos vergonha com a politicagem do clube, veja o que foi divulgado pela adidas:

O torcedor palmeirense é o que mais consome material esportivo da adidas no Brasil. No mundo, é o quinto, atrás apenas de Real Madrid, Milan, Chelsea e Bayern de Munique.
Vale lembrar que tais "times de primeiro mundo" não têm imprensa trabalhando contra, têm departamento de marketing turbinado, campeonato televisionado globalmente, ídolos mundiais, etc, etc.

Imagine se tivéssemos ganho a Libertadores e o Brasileiro, se o Kléber, Valdívia, Ronaldinho Gaúcho e Felipão estivessem no time, se a arena estivesse pronta, se a Globo vendesse direitos do Brasileirão no mundo inteiro... É, meu chapa...

E são muito interessantes os outros dados apresentados, como a extensão de contrato da adidas, o ticket médio gasto pelos consumidores, a paixão das palestrinas... É isso aí! Finalmente boas notícias!

Palmeiras é quinto mais vendido na Adidas
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

Apesar do mau desempenho dentro de campo e das frequentes crises políticas, o Palmeiras é o quinto colocado no ranking de vendas de materiais esportivos da Adidas, atrás somente de Real Madrid, Milan, Chelsea e Bayern de Munique.

Segundo o jornal "O Estado de S. Paulo", com base nesse número, a fabricante alemã propôs permanecer na equipe até 2015. O contrato vigente tem duração até 2011.

No Brasil, segundo estudo divulgado pelo Instituto Qualibest, estima-se que o torcedor palmeirense gaste cerca de R$ 77 todo mês em produtos esportivos, atrás somente do Corinthians - com média de R$ 85 mensais.

No mesmo quesito, as mulheres do Palmeiras despontam como as que mais gastam com o time: R$ 95 por mês, ante R$ 67 das flamenguistas e R$ 61 das são-paulinas.

PS: alguém aí tem o link do artigo original do Estadão? Não achei aqui...

Continue lendo >>

Garimpando no outlet da adidas

Outras fotos tiradas nas minhas férias em São Paulo:
fui ver se conseguia pescar alguma coisa no Outlet da adidas.

Minha procura rendeu frutos: nesta loja (a de Guarulhos), encontrei camisas limão por R$34,93. Tinha algumas com patrocínio Case Fiat, Samsung, e outras sem patrocinador. Barato! Ah, algumas vinham com uma marca "segunda qualidade", com falhas ou sujeiras, mas em algumas destas eu nem percebia o que seria o defeito.


Dentre as camisas verde, muitas em tamanho infantil também, além das de adulto. Os preços variavam um bocado, a maioria saía por 69 reais, eu acho.


Para quem não conhece, vale a pena dar uma pescoceada nestas lojas. E tem que fuçar, no meio de peças desprezadas pode estar aquela camisa que você procura.

Continue lendo >>

Minha zebra

E o jogo sobre o qual escrevi no post abaixo, apesar de ter sido uma vitória magra e sofrida debaixo de chuva, me deu muita sorte. É que dois dias antes, quando tinha ido comprar o ingresso, decidi dar uma olhada nas lojas ali ao redor do Palestra.


Na loja oficial não achei nada de interessante. Mas, do outro lado da Turiassu, ali em frente à entrada principal do clube, tem uma loja chamada Esportemania. Nunca tinha comprado nada lá, mas entrei e fui bem atendido.

Comprei uma camisa pólo e quando fui pagar, vi a moça tirando várias camisas zebradas como esta de uma caixa. Arregalei os olhos e perguntei "É a do Leão né?" "É sim, acabaram de chegar da adidas."

E assim pude comprá-la, escolhendo o tamanho e tudo. Dentro da caixa, apenas um exemplar de cada tamanho, é mole?


Foi uma das melhores aquisições dos últimos tempos! Custou caro, 229,90 reais, muito mais do que meu padrão de preço para camisas; mas valeu a pena.
A qualidade no geral é muito boa. Confira as costuras, muito bem acabadas. E é adidas né, tem história, enfim, esta faz bonito em qualquer lugar.

Continue lendo >>

domingo, 23 de maio de 2010

Palestra Itália Eterno

Gostaria de ter subido este post antes do jogo de ontem, mas não tive tempo.
É apenas um registro de minha particular despedida do mítico Palestra Itália, o templo sagrado onde o Palmeiras manda seus jogos. Um alçapão infernal para nossos rivais, com uma torcida que não se cala e que canta e vibra - mas que pode tornar-se um inferno para nossos próprios jogadores, quando eles não atuam de forma coerente com nossa história e não aguentam o peso da camisa verde (coisa que tem acontecido até frequentemente demais, diga-se).


Pois é, em minhas últimas férias em São Paulo estive no Verdão 1 x 0 Vitória, naquele temporal que caiu num sábado à noite. Aquela fora a penúltima apresentação do time em nostra casa.

Saí correndo às 5 da tarde de uma festa, vesti minha camisa 2009 dentro da estação do metrô e em vez de seguir até a Barra Funda, desci na estação Sumaré e peguei um táxi, para que eu não perdesse o início do jogo às seis e meia. Isso é que é localização conveniente, podemos escolher duas estações de metrô em duas linhas diferentes. Encontrei o Mauricio na entrada do Palestra e deu tempo de entrar antes do jogo.

O taxista era um sãopaulino fanático que se admirou do público que estava na Turiassu naquele horário e naquela chuva. Também ficou impressionado pelo que contei de aquela ser a penúltima apresentação do Palmeiras antes da reforma. Faltou divulgação aí, mesmo com a indefinição política creio que ações de marketing são imprescindíveis. É um absurdo que apenas a torcida esteja a par dos acontecimentos, afinal o Palestra Italia é o estádio mais antigo de São Paulo em funcionamento, não é?

Bom, no jogo fiz minha despedida visual daquelas arquibancadas, da vista da cidade que temos dela, do jardim suspenso, dos prédios vizinhos com as luzes piscantes, de tudo. Me despedi daquelas disposições das arquibancadas e das torcidas (amendoins, TOs, "castanhas", povão, corneteiros...). Afinal na nova arena, não será mais a mesma coisa. Mas com certeza tudo permanece dentro da gente.

Palestra Itália Eterno!

Continue lendo >>

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Manto sagrado anos 80 autografado

Quem colabora com a gente desta vez é o palestrino Leandro Iamin, um cara multitarefa que manja pacas de futebol.

Ele escreveu bastante coisa já sobre a camisa, praticamente um post completo. Acompanhe:


Sou Leandro Iamin, 25 anos e teclo de São Paulo. Sou jornalista, e trabalho no blog do sãopaulino Vitor Birner, entre outras atividades (sou narrador de futebol em inglês para sites de aposta chineses, por exemplo, hehe).

Esta camisa meu tio acaba de me dar. Ele conseguiu quando eu nasci. E guardou todo esse tempo. Me deu quando fiz 25 anos. Nem preciso dizer a emoção que foi, rs.

A camisa é portanto de 1984, mas eu não tenho comprovação cientifica. Numero 16, mas meu tio não sabe dizer se foi usada em jogo. Há autógrafo de Rocha, Baltazar, Cléo, Hélio, Márcio, o então menino Zetti e o titular Martorelli...



Tem também uma assinatura curiosa: Ederson. Pesquisei e não achei, mas a historia contada é essa: Éderson chegou do Atlético-MG, fez exames médicos, treinou, se apresentou, mas o con trato deu alguma merda e ele nunca jogou. De modo que a sua assinatura nesta camisa é talvez a unica evidência de que Éderson esteve no Palmeiras.

O autógrafo do "professor Reinaldo" também é curiosa.

Curiosos mesmo estes detalhes, Leandro. Muito obrigado pela história!

Só gostaria de dar um pitaco, na minha opinião esta é uma camisa de até 1983, devido ao distintivo e o número atrás. É sem dúvida um tesouro.
Agradeça a seu tio por mim, também, rs!

Continue lendo >>

Viagem pela América do Sul


Vamos dar um giro pela América do Sul?
O palestrino viajante Vitor Martins nos leva para paisagens exuberantes pelo Peru e pela Bolívia:


Envio fotos tiradas com o Manto em Machu Picchu - Perú, e Salar de Uyuni - Bolívia, onde ela passeou imponentemente.

Vale lembrar que a quantidade de camisas do Palmeiras pela América do Sul é impressionante.
Fiz viagens pela Argentina, Bolivia, Peru e Chile, e o número de Palmeirenses brasileiros, e simpatizantes latinos é impressionante.
É de emocionar ver crianças e adultos de outros países vestindo o Manto.


Vi na televisão, Uyuni é um deserto de sal, tudo branquinho. E esses tijolos são blocos de sal mesmo? Valeu Vitor, boas fotos!

Continue lendo >>

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Telma Emerick, a locutora do Palestra Italia

"Fast Shop, Samsung e adidas informam..."


Você já deve ter ouvido essa frase, durante as partidas no nosso templo sagrado, não? Veja na foto a bela dona dessa voz - é a locutora Telma Emerick, que atua muito bem com sua animação durante as partidas do Palmeiras.

Telma trabalha também na rádio Jovem Pan, e uma boa maneira de conhecê-la melhor é ler esta ótima entrevista que ela fez ao blog Chiqueiro Verde. Boa Hermes!

O Palmeiras, como bem sabemos, tem a tradição de ter locutoras no estádio; já fizemos uma postagem sobre a Paola Vettori aqui, lembram?

Continue lendo >>

Fiat novamente como patrocinadora?

De volta! E renovado depois das férias. Depois conto mais...

Por ora, vamos atualizando as pautas. Como esta notícia, que saiu semana passada, dando conta de que o patrocinador mudaria novamente. A Fiat voltaria assumindo a cota master, ainda neste mês. Será verdade?

Talvez eu esteja falando alguma bobagem, mas não vejo tanta diferença assim no ganho financeiro. E a Samsung tem se mostrado uma ótima parceira, atuando não somente exibindo a marca, mas com outras ações muito interessantes, como a Mega-Foto, promoções, interação simpática via twitter... Não sei se vale a pena desfazer este bom relacionamento que temos hoje.

Bom, mas nossos caros colaboradores já botaram a mão na massa e imaginam como seria a marca da Fiat na coleção de camisas 2009/10.

O palestrino Luciano Stinchi, fã da onda retrô, nos sugere a marca do pequeno e charmoso Fiat Cinquecento nas camisas. (essa ideia combina até com a marca de 500 jogos do São Marcos!):


Já o palestrino Maycon gostaria de que a marca não fosse como em 2008, e incluiu o emblema inteiro da fábrica italiana:


O que você acha? Opine! E obrigado ao Luciano e ao Maycon.

Fiat volta ao Palmeiras até o fim do mês

A Fiat deve voltar a ser o patrocinador principal da camisa do Palmeiras até o final deste mês. A fabricante de automóveis fez uma proposta no valor de R$ 26 milhões para estampar sua marca no peito e nas costas do uniforme alviverde até dezembro de 2011. A Samsung, atual patrocinadora do clube, não deverá igualar a oferta feita pela empresa italiana, que assim deve fechar o novo acordo nas próximas semanas.

"Ainda não conversamos com os nossos atuais parceiros. Devemos a eles satisfação e explicação sobre qualquer proposta. Enquanto isso não acontecer, não há nenhum negócio sacramentado", afirmou à Máquina do Esporte Luiz Gonzaga Belluzo, presidente do Palmeiras, que confirmou ter recebido a proposta da Fiat.

O negócio com a montadora deve mesmo sair nos próximos dias. Atual patrocinadora do Palmeiras, a Samsung paga R$ 15,5 milhões anuais ao clube. O contrato vai até dezembro de 2011 e é válido para todas as propriedades no uniforme palmeirense: meias, calção e camisa. Essa cláusula de exclusividade da multinacional coreana no contrato é, inclusive, o maior motivo para a mudança do patrocinador.

"As condições de patrocínio mudaram nos últimos anos. Nós queremos conversar com a Samsung para falar disso", disse Belluzzo.

A conversa, porém, não deverá render frutos. No ano passado, essa exclusividade criou a primeira rusga entre clube e patrocinador, depois de o Palmeiras ter acertado um acordo para o calção com a Unimed Seguros. O negócio fez água depois que a Samsung não autorizou alterar o contrato e ceder o espaço para a empresa, que no fim fechou um acordo de aporte para o uniforme do treinador palmeirense.

Agora, com a Fiat, o que mais seduz a diretoria palmeirense é exatamente a proposta não exigir exclusividade de aparição da marca no uniforme. Os R$ 26 milhões pelos 19 meses de contrato permitem ao clube negociar ainda patrocínio para a manga e o calção. Com isso, a diretoria calcula que poderá receber mais R$ 8 milhões com a venda das outras propriedades.

Se o negócio for concretizado, a Fiat voltará ao clube após um ano e meio da primeira vez que esteve na camisa do Palmeiras. Em 2008, a montadora pagou R$ 8,5 milhões para patrocinar a equipe, que se sagrou campeã paulista. Ao término da temporada, porém, a Samsung apresentou uma oferta de R$ 15 milhões anuais por todo o uniforme palmeirense, que então se tornou o segundo mais valioso do país. Agora, o Palmeiras está em terceiro lugar no valor de patrocínio da uniforme no Brasil, recebendo menos do que Corinthians (R$ 45 milhões) e Flamengo (R$ 30 milhões).

Procurada pela reportagem, a Samsung preferiu não comentar o episódio, afirmando apenas ter contrato em vigência com o clube.

Continue lendo >>
Este blog é dedicado à camisa do Palmeiras, ao manto sagrado verde do Palestra Italia. Maglia verde quer dizer manto verde em italiano, capisce?

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO