domingo, 23 de maio de 2010

Palestra Itália Eterno

Gostaria de ter subido este post antes do jogo de ontem, mas não tive tempo.
É apenas um registro de minha particular despedida do mítico Palestra Itália, o templo sagrado onde o Palmeiras manda seus jogos. Um alçapão infernal para nossos rivais, com uma torcida que não se cala e que canta e vibra - mas que pode tornar-se um inferno para nossos próprios jogadores, quando eles não atuam de forma coerente com nossa história e não aguentam o peso da camisa verde (coisa que tem acontecido até frequentemente demais, diga-se).


Pois é, em minhas últimas férias em São Paulo estive no Verdão 1 x 0 Vitória, naquele temporal que caiu num sábado à noite. Aquela fora a penúltima apresentação do time em nostra casa.

Saí correndo às 5 da tarde de uma festa, vesti minha camisa 2009 dentro da estação do metrô e em vez de seguir até a Barra Funda, desci na estação Sumaré e peguei um táxi, para que eu não perdesse o início do jogo às seis e meia. Isso é que é localização conveniente, podemos escolher duas estações de metrô em duas linhas diferentes. Encontrei o Mauricio na entrada do Palestra e deu tempo de entrar antes do jogo.

O taxista era um sãopaulino fanático que se admirou do público que estava na Turiassu naquele horário e naquela chuva. Também ficou impressionado pelo que contei de aquela ser a penúltima apresentação do Palmeiras antes da reforma. Faltou divulgação aí, mesmo com a indefinição política creio que ações de marketing são imprescindíveis. É um absurdo que apenas a torcida esteja a par dos acontecimentos, afinal o Palestra Italia é o estádio mais antigo de São Paulo em funcionamento, não é?

Bom, no jogo fiz minha despedida visual daquelas arquibancadas, da vista da cidade que temos dela, do jardim suspenso, dos prédios vizinhos com as luzes piscantes, de tudo. Me despedi daquelas disposições das arquibancadas e das torcidas (amendoins, TOs, "castanhas", povão, corneteiros...). Afinal na nova arena, não será mais a mesma coisa. Mas com certeza tudo permanece dentro da gente.

Palestra Itália Eterno!

8 comments:

TARDE 23 de maio de 2010 22:41  

Pois é. Frequento o Palestra desde menino e sinto uma certa tristeza pela reforma. O novo sempre deve vir, afinal até Wembley veio abaixo, mas é triste perder aquele espaço "mítico" no qual meus filhos foram iniciados...
Vi muitos jogos memoráveis e guardarei para sempre as diversas visões que já tive de lá, pois já assisti jogos de todos os ângulos possíveis.
Parabéns pelo Blog e abraços.

ELVI COMUNICAÇÃO VISUAL 23 de maio de 2010 23:21  
Este comentário foi removido pelo autor.
[S.E.P.] - EDU 23 de maio de 2010 23:26  

Quando a luz se apagar hoje, no Palestra Itália, só será acesa em um longo tempo.
Num novo templo. Serão muitos meses até que os filhos da Academia possam se sentir
novamente em casa. Num lar novo em folha. Lugar para esquecer as velhas falhas e os
novos problemas. Um santuário para lembrar os tantos dias de nossas vidas vividas em
nosso altar. Em nosso palco. Em nosso campo. Em nossa casa.

Nossa! Mas de cada um. Todos temos um cantinho no Palestra. Onde cantamos e vibramos.
Onde cornetamos e divergimos. Onde o Palestra virou Palmeiras. Onde não somos mais, nem
menos. Apenas palmeirenses, sempre palestrinos. Isso basta. Dispensamos apresentações.
Não precisamos de explicações. Apenas somos tudo isso que tem uma casa. Que fecha para
reformas. Que deve voltar como cada um de nós, e por todos nós: cada vez maior, cada vez
melhor. Cada vez mais Palmeiras. Sempre Palestra.

CHIQUEIRO VERDE 24 de maio de 2010 00:48  

Parabéns pela despedida.
Abraços.

Juliano 24 de maio de 2010 11:01  

Erick, no Palestra Tour que fiz, o monitor disse que atualmente o Palestra é o estádio mais antigo em funcionamento no BRASIL (!!!???), visto que o do Fluminense, Laranjeiras, estava parado por algum motivo que desconheço... e só ele seria mais antigo que o Palestra, dentre os que estão em funcionamento.
Até então eu nem fazia idéia disso!

Ono 24 de maio de 2010 12:23  

É nóis debaixo da chuva para ver o Palmeiras jogar.

Mas ve se da proxima vez vc não traga junto a chuva. É a segunda vez q vamos ao estadio debaixo da chuva.
Mo pé frio.

rsrsrsrsrsrsrsrsrs

Ono 24 de maio de 2010 12:23  
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliano 25 de maio de 2010 03:23  

Palestrinos,
1# não esqueço o momento que subi na arquibancada pela primeira vez;
2# observei atentamente cada pedaço do estádio, de cima da arquibancada lotada, antes do jogo
3# e finalmente uma das maiores emoções da minha vida, quando o VERDÃO entrou em campo!!!!!

depois outras emoções vieram por lá, como eliminar os bambis na semifinal do Paulistão 2008... e emoções tristes como perder pro menguinho no trágico brasileiro 2009!

ah, e quando levei meu pai pra finalmente conhecer o Palestra, também foi tenso!

pra quem curte, se o Erick me permitir, segue o registro de um pouco dessas minhas experiências:

1# Festa no Palestra Itália pelo rebaixamento dos gambás
http://www.youtube.com/watch?v=2XJM01GZ5Us

2# “Eliminado!” pros bambis + Hino do Palmeiras (Paulista 2008, apagão)
http://www.youtube.com/watch?v=6kYSvB15Mdc

Este blog é dedicado à camisa do Palmeiras, ao manto sagrado verde do Palestra Italia. Maglia verde quer dizer manto verde em italiano, capisce?

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO